DRENAGEM LINFÁTICA NO PÓS-OPERATÓRIO

Além dos benefícios, devemos nos atentar aos cuidados com a drenagem

A  drenagem linfática no pós-operatório é uma excelente aliada na recuperação de uma pessoa em estado de recuperação cirúrgica.

A técnica de massagem é indicada para reduzir a retenção hídrica, pois após um procedimento cirúrgico o nosso corpo passa a reter uma quantidade maior de líquido.

Com aplicação da técnica da drenagem linfática, além de reduzir a retenção hídrica, a circulação sanguínea também receberia os benefícios da massagem, proporcionando uma qualidade de vida melhor para o cliente.

POR QUE A DRENAGEM É INDICADA NO PÓS-OPERATÓRIO?

A drenagem linfática no pós-operatório é indicado também para aliviar dores, remoção de hematomas, redução de fibrose, acelerar o processo de cicatrização e recuperação. A técnica é considera indispensável em casos de abdominoplastia, lipoaspiração, mamoplastia, hidrolipoaspiração, blefaroplastia, rinoplastia, ritidoplastia, mastectomia total ou parcial e cirurgias de prótese de silicone.

QUAIS OS CUIDADOS DURANTE AS SESSÕES?

A drenagem linfática no pós-operatório deve ser aplicada no corpo todo, para que a circulação linfática geral seja estimulada. O profissional que aplicar a técnica deverá tomar cuidado na área operada, os movimentos deverão ser mais delicados, com o cuidado e intuito de diminuir o processo inflamatório e, por consequência, as dores causadas.

Devido às informações citadas acima, vale ressaltar que é fundamental conhecer o profissional que será responsável pela realização da drenagem. Solicite seus diplomas, faça uma visita no local antes da cirurgia também. Essas são recomendações para minimizar complicações futuras, pois assim como outras massagens, a drenagem também possui contraindicações.